Catarina Santos

Flauta Transversal/ Classe de Conjunto/ Direção Pedagógica/ Coordenadora do Grupo Disciplinar de Sopros e Bateria/Percussão


Licenciada pela ESMAE - Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo. Foi aluna dos professores Nuno Inácio (Lisboa), Ana Raquel Lima (Porto) e Gil Magalhães (Braga), os quais mais influenciaram a sua formação artística.


Participou em diversas MasterClasses com flautistas de renome nacional e internacional, tais como Eduardo Lucena, Nuno Inácio, Trevor Wye, Olavo Barros, Gil Magalhães, Ana Raquel Lima, Marc Grouwels. 


Em 2007 Apresentou-se a solo com a Orquestra Sinfónica ESPROARTE da Escola Profissional de Música de Mirandela sob a direção de António Saiote com o “Concertino” para flauta e orquestra de Cecile Chaminade.


Orientou vários Masterclasses entre os quais, na Academia de Música S. Pio X em Vila do Conde nos IX, X, XI e XII Cursos Intensivos, Técnico-Instrumentais e Estágios de Orquestra de Sopros da Guia em Pombal. 


É artista freelancer, tendo já colaborado com várias orquestras como a Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Raízes Ibéricas, World Youth Orchestra (entre 2009 e 2012), Orquestra de Guimarães, Orquestra da Madeira, Jovem orquestra de Famalicão, entre outras. 


É detentora de vários prémios, entre os quais se destacam: 

* 2º Prémio do Concurso Nacional – RDP – Prémio Jovens Músicos, nível superior, 2006/2007; 
*2º Prémio do Concurso Nacional para flauta - Terras de La Salete -em Oliveira de Azeméis, nível superior, 2009; 

*2º Prémio do Concurso para flauta de Aveiro, nível superior, 2009.
*Finalista Yamaha Music Foundation of Europe – participação em Audição final, no Conservatório do Porto, 2009.


Como Músico de Orquestra colaborou e colabora com várias orquestras, entre as quais: Orquestra Académica da Metropolitana, Orquestra Metropolitana, Orquestra de Sopros da ESMAE, Orquestra Sinfonieta – ESMAE, Ensemble de música contemporânea I&D da ESMAE, Orquestra Raízes Ibérica, Orquestra Nacional da Madeira, World Youth Orchestra (entre os anos 2009 – 2012), Orquestra de Guimarães, JOF - Jovem orquestra de Famalicão.


Colabora ainda em diversos projetos artísticos na vertente Folk - músicas do mundo e Música tradicional portuguesa.